Otimize a produtividade em logística com a terceirização da manutenção de impressoras

Otimize a produtividade em logística com a terceirização da manutenção de impressoras

A alta disponibilidade dos equipamentos garante a produtividade em logística necessária para a competitividade do negócio. Qualquer parada de máquina na indústria ou em outro segmento, por exemplo, deve ser resolvida imediatamente, para evitar que a empresa deixe de atender de modo adequado seus clientes e perca credibilidade em sua área de atuação.

Essa disponibilidade é garantida pelo uso de equipamentos e insumos de qualidade, assistência técnica especializada, ações de manutenção preditiva e backups constantes.

Neste artigo vamos demonstrar a importância da terceirização da manutenção das impressoras, principalmente para otimizar custos e tempo, garantir a produtividade em logística e a continuidade das operações da sua empresa. Confira!

Quais são os principais benefícios da terceirização da manutenção de impressoras para a produtividade em logística?

Com a terceirização, a contratada administra o parque de impressão do cliente ou substitui os equipamentos à medida que ocorre uma demanda. Não há restrição sobre como será montada a infraestrutura da empresa, em termos de equipamentos próprios ou de terceiros.

Dessa forma, existe a facilidade de manter a infraestrutura legada, de modo que o cliente transfira para a contratada apenas o suporte, ou seja, todo o processo de manutenção e o fornecimento de insumos e peças, mas também possibilita que a empresa terceirize todo o processo, desde o suporte até o fornecimento dos equipamentos.

O grande diferencial do modelo é o fornecimento contínuo de insumos de qualidade, de ponta a ponta, como as peças, para a manutenção da infraestrutura, etiquetas e ribbons, que precisam ser utilizados no processo.

A redução dos custos também pode ser observada quando a empresa transfere essa gestão da infraestrutura para a sua parceira, que arca com as despesas acessórias de todo o processo, de forma que a contratante não tenha que fazer nenhum investimento para a aquisição de bens imobilizados.

Assim, a empresa deixa de investir em patrimônio, que é altamente oneroso, e evita a depreciação da infraestrutura apenas contratando esses serviços.

A prestação de serviços pode ser facilmente monitorada pelo estabelecimento de KPIs (Key Performance Indicator) e sua qualidade garantida pela determinação de SLAs (Service Level Agreements — acordos de nível de serviço).

Quais gargalos podem ser evitados com essa terceirização?

A internalização dos processos em uma estrutura legada onera o caixa da empresa, que precisa arcar com todos os custos relacionados à infraestrutura de TI sozinha. Com a terceirização, essas despesas são rateadas entre os clientes da contratada, o que reduz sua incidência sobre cada um que compõe a carteira da prestadora de serviços.

Além disso, raramente o cliente tem à disposição uma equipe especializada em impressora térmica. Um dos principais pontos garantidos nesse suporte é a manutenção preditiva. Com ela é feita a limpeza interna dos equipamentos, conforme estabelecido pelo fabricante, a fim de que a cabeça de impressão — parte mais cara da máquina — dure mais.

Outro ponto importante é que o cliente precisa de suporte para delimitar os melhores procedimentos de impressão. Por exemplo, a maioria dos clientes imprime etiquetas de 100×30 e com isso utiliza apenas 30% do material. Com ajuda especializada, é possível otimizar essa padronagem e reduzir significativamente as despesas da empresa com insumos.

Quando a empresa não tem uma equipe de suporte disponível, a demanda por backups aumenta. Além disso, podem ocorrer atrasos na produção em caso de parada de máquina, principalmente para manutenção. Com a terceirização, a produtividade em logística é garantida em função dessa possibilidade de a manutenção ser feita internamente.

O nível de qualidade dos resultados também pode ser um gargalo prejudicial para o negócio. Por isso, o atendimento de profissionais altamente qualificados é de suma importância para garantir uma metodologia eficiente. Ele definirá qual o tipo e o tamanho correto da etiqueta ou a cola que precisa ser usada, por exemplo.

A disponibilidade também é outro fator essencial. Impressoras corporativas tradicionais podem ser substituídas rapidamente, pois têm manutenção mais rápida e são facilmente encontradas no mercado.

As impressoras térmicas, por sua vez, trabalham em linha de produção: se alguma parar, pode prejudicar toda a operação. Não existe redirecionamento, e essa troca precisa ocorrer, no máximo, em três minutos, para não comprometer a produtividade e os resultados.

Por exemplo, se o produto na linha de produção for uma geladeira e não houver uma impressora térmica de etiquetas disponível, é preciso parar a operação. O setor logístico responsável pela etapa não pode entregar itens em que não haja identificação. Se não for possível identificar o produto no momento da expedição, ele nem vai para a próxima etapa.

O que é preciso para viabilizar a produtividade em logística com essa terceirização?

A terceirização precisa ser planejada e implantada de forma adequada às necessidades do negócio, para evitar possíveis gaps e garantir a qualidade do serviço.

O primeiro ponto é definir quais operações demandam o uso da impressora térmica. Existe o segmento de outsourcing de impressão, em que impressoras são terceirizadas para suprir uma demanda corporativa em papel A4 ou A3, monocromático ou colorido.

Mas a terceirização do printing de impressoras térmicas é mais específica em hospitais, para a impressão de pulseiras de identificação de pacientes e prontuários, e em indústrias, para a criação de etiquetas de produtos, por exemplo.

O segundo ponto é atentar para a operação. Impressoras térmicas funcionam de modo diferente — utilizam calor para transferir as informações do ribbon para o papel ou efetivam a impressão em papel termossensível.

A parte mais importante do equipamento é a cabeça de impressão — ela representa 70% do valor da máquina. Se a empresa não realizar manutenção adequada e não utilizar insumos de qualidade, pode comprometer a vida útil da impressora e aumentar os custos da empresa.

Além disso, a criticidade do processo precisa ser minimizada com a disponibilidade do equipamento, que deve acompanhar os demais que compõem a linha de produção. Assim, se uma empresa trabalha em três turnos, por exemplo, precisa ter paralelamente um equipamento de backup para substituição em caso de falha.

Em alguns segmentos, também é preciso atender ao compliance, por meio das exigências de certificação. A empresa escolhida para a terceirização dos equipamentos precisa ser certificada, por exemplo, pelo ISO 9001, que destaca a qualidade com que o serviço é realizado e a conformidade com as normas mais rígidas do mercado.

Qual a superioridade da TR Service em relação aos demais provedores desse serviço?

Quando falamos em terceirização, abordamos a possibilidade de manutenção dos equipamentos e um sistema de locação completo — full outsourcing, que inclui a manutenção de hardware e o atendimento com insumos de alta qualidade.

O modelo full outsourcing reduz consideravelmente a carga de trabalho das equipes de TI, além dos custos que seriam gastos no processo.

A TR Service faz uma análise completa do ambiente e das necessidades do cliente antes de definir quais as soluções ideais para o atendimento da demanda do negócio.

Com isso, consegue entender qual é o ponto crítico da operação e minimizar possíveis gargalos que poderiam comprometer as operações e a produtividade em logística, com a solução adequada e por meio de uma consultoria especializada. O cliente se preocupa apenas com a gestão do contrato, podendo se dedicar mais ao core business da sua empresa.

Entre em contato com a TR Service e veja como podemos otimizar a produtividade do seu negócio!

Compartilhe esse post!