Novas embalagens irão substituir os sacos de juta utilizados no agronegócio?

Novas embalagens irão substituir os sacos de juta utilizados no agronegócio?

Os sacos de juta são utilizados como embalagens do agronegócio há mais de dois séculos. Apesar disso, de tempos em tempos novas tecnologias surgem, trazendo à tona a ideia de que o tradicional material pode ser substituído definitivamente.

O que ocorre, no entanto, é que a juta continua sendo utilizada por muitos produtores e exportadores de grãos por diferentes motivos. Então, por esse ser um assunto recorrente, fizemos este artigo para abordar as diferentes matérias-primas das embalagens e os motivos pelos quais o saco mais utilizado pelo setor ainda não foi aposentado.

Confira!

O surgimento de novas tecnologias nas embalagens do agronegócio

Como citamos, o mercado tem trazido constantemente novas opções de embalagens do agronegócio, com o objetivo de superar a juta em função da resistência, qualidade e custos.

Entre elas estão:

Sacos plásticos

Os super sacos plásticos são uma das alternativas à juta. Apesar de muito se alegar que esse tipo de material pode trazer economia, a realidade é que, para os importadores, essas embalagens representam uma despesa adicional, já que é necessário arcar com o descarte correto em função dos danos ambientais que causam.

Transporte a granel

A carga a granel, transportada em contêineres, também é recorrente entre os cultivadores. Mesmo que esse modelo seja mais barato, a temperatura e a umidade das áreas de estocagem ou transporte podem afetar de forma negativa cultivos como o café. Isso porque ele facilita o desenvolvimento de fungos, além da possibilidade de prejudicar o sabor e o aroma do produto.

Polietileno

O Polietileno está entre os termoplásticos mais utilizados atualmente para as embalagens do agronegócio. Sua vantagem está na resistência, mas, na mesma medida, apresenta a mesma problemática do plástico – a questão do descarte e do meio ambiente. Estes são alguns dos materiais que visam substituir a juta, com base nas vantagens e desvantagens apresentadas, você já pôde ter uma ideia dos motivos pelos quais a tradicionais embalagens continuam sendo a primeira escolha.

Vamos indicar mais alguns deles a seguir.

Por que o tradicional saco de juta continua em alta entre os produtores rurais?

Por que, após tantos anos, a embalagem do agronegócio mais utilizada continua sendo a juta? Confira agora algumas razões para que isso ocorra:

Regula a umidade

Feita a partir de uma fibra natural, a juta atua como um regulador de umidade de cultivos como os de café. Afinal, ela pode tanto absorver parte da umidade, quando o ambiente está muito úmido, assim como pode manter a umidade natural absorvida pelo mesmo quando está seco, evitando o ressecamento e a consequente perda de valor.

Permite o empilhamento

A embalagem de juta é bastante resistente, o que permite o empilhamento e o melhor aproveitamento das áreas destinadas à armazenagem.

Auxilia a preservação ambiental

A juta é 100% biodegradável. Isso quer dizer que, quando descartada no meio ambiente, desintegra completamente sem deixar qualquer passivo. Outro fator interessante é a produção da fibra, realizada de forma sustentável por mais de 15 mil famílias ribeirinhas da Amazônia.

Atende a regulamentações internacionais

Por se tratar de uma embalagem do agronegócio tradicional e sustentável, os sacos de juta atendem requisitos de entidades, como a Organização Internacional do Café e Norma Europeia 767, conforme o IJO Standard 98/01 para sacos de grau alimentício.

Por isso, mesmo que o surgimento de novas tecnologias para armazenagem e transporte de cultivos seja um fator positivo, os benefícios e a sustentabilidade da juta fazem com que ela permaneça sólida no mercado.

Melhore o controle de qualquer embalagem com a TR Service

Independentemente da embalagem, as empresas precisam de qualidade na identificação destas embalagens do setor do agronegócio, já que são transportadas e armazenadas em diferentes locais.

Além disso, a impressão da identificação e a qualidade dos dados de lote e fabricação são fundamentais para que as sacas sigam regras de rotulagem determinadas por entidades como Ministério da Agricultura, Anvisa, Inmetro e Código de Defesa do Consumidor.

Para auxiliar o setor na identificação dos produtos, a TR Service possui fabricação própria, oferecendo uma gama de soluções para que as empresas tenham com serviços de qualidade, inclusive com etiquetas com rastreamento possibilitando maior controle do processo logístico. A TR Service desenvolve soluções totalmente personalizadas e eficazes, na mesma medida em que reduz custos.

Nosso artigo sobre embalagens no agronegócio foi útil para você? Ficou com alguma dúvida ou quer contar alguma experiência?

Entre em contato conosco, estamos prontos para atendê-lo.

Compartilhe esse post!