6 vantagens do outsourcing de impressão para a produção de etiquetas para o setor de saúde

6 vantagens do outsourcing de impressão para a produção de etiquetas para o setor de saúde

A gestão de hospitalar pode se tornar ainda mais complexa sem ferramentas e soluções sob medida. O outsourcing de impressão qualificado, nesse sentido, traz diversos benefícios para gestores, colaboradores e pacientes.

Ter o mapeamento completo de todos os materiais à disposição dos pacientes e visitantes diminui o tempo gasto no manejo de tarefas cotidianas enquanto aumenta a lucratividade dos hospitais e suas redes.

E, visto que a necessidade gráfica está presente em todos os processos hospitalares, de prontuários a etiquetas, a excelência na produção gráfica também se torna essencial para identificar, monitorar e rastrear objetos e pessoas dentro dos ciclos de procedimentos.

Além dessas, são muitas outras vantagens adquiridas ao contar com uma fábrica parceira para a impressão de etiquetas e pulseiras de identificação do paciente especiais para o setor de saúde.  Veja abaixo as principais:

1 – Qualidade das impressões

Com o passar do tempo, a qualidade dos dados impressos na etiqueta pode cair, perdendo a legibilidade por não ser adequada para o armazenamento em baixas temperaturas, em ambientes úmidos quando necessita-se de refrigeração por exemplo e até na esterilização de um insumo hospitalar.  Estes fatores devem-se a baixa qualidade da tinta, papel e até outros motivos técnicos, como a manutenção incorreta de impressoras. Imagine uma bolsa de sangue de um doador sendo descartada por conta da falta de informação de uma etiqueta de má qualidade?

Contudo, em um ambiente com demandas tão delicadas que não podem ser passíveis de erro, é importante que tudo esteja bem identificado e que etiquetas e registros mantenham sua integridade.

Com a terceirização, todos os equipamentos, materiais e manutenção das impressões ficam a cargo do fornecedor, não onerando a equipe hospitalar com sistemas, scanners e materiais complexos.

2 – Rastreabilidade

A tecnologia RFID (Identificação por Radiofrequência), utilizada em alguns fornecedores de outsourcing de impressão, auxilia identificando itens etiquetados e possibilita a rastreabilidade de insumos, materiais e itens diversos.

Através dela, controlar estoques, compras e armazenamentos fica mais fácil e menos custoso para todo o hospital.

Essas etiquetas ainda possuem sensores que enviam e recebem dados, e isso permite automatizar rotinas.

Por exemplo: uma vez que o estoque de determinado item chegar a uma quantidade pré-determinada, pode-se realizar o pedido para o fornecedor de forma automática ou gerar um alerta para os responsáveis pela área.

O controle previne também perdas dos instrumentos e melhora a organização, permitindo saber quando foi esterilizado, onde foi utilizado e sua origem.

A tecnologia RFID se aplicada em uma pulseira hospitalar, por exemplo, é possível rastrear mães e bebês em uma maternidade. Assim como rastrear medicamentos de uma farmácia, informando um sistema de forma automática sobre o trajeto do medicamento e ainda controlar o estoque.

Além disso, esta tecnologia ainda previne riscos ao paciente, possibilitando guardar suas informações de saúde seguras, por meio de procedimentos e medicamentos administrados desde o check-in até o checkout.

3 – Segurança das informações

Com a Lei Geral de Proteção de Dados começando a vigorar, coletar, tratar e armazenar dados se tornou um processo ainda mais rigoroso.

Em especial para a área da saúde, onde os dados são pessoais (que identificam a pessoa) e sensíveis (quaisquer dados que envolvam a saúde da pessoa, incluindo prontuários, receitas, resultados de exames e até dados genéticos), é preciso manter um padrão de segurança.

A confidencialidade tão comum na relação médico-paciente, terá um semelhante na base de dados.

Ou seja, nenhuma informação poderá ser adquirida, armazenada e compartilhada sem o devido registro de consentimento, com poucas ressalvas.

Os dados internos da companhia de saúde também são tão confidenciais quanto os de seus pacientes.

E, para evitar ameaças como sequestro de dados (ransomware), vazamento de informações, perda de registros e processos judiciais, o melhor ainda é a prevenção.

As ameaças frequentes estão ditando o crescimento de investimentos na segurança da informação, de maneira a evitar multas por falta de compliance e os altos custos de invasões e ataques virtuais.

De acordo com pesquisa realizada pelo ESG, 55% dos entrevistados relatam que investirão quantias maiores em TI do que nos períodos anteriores, incluindo organizações da área de saúde.

Felizmente o outsourcing de impressão implica em sistemas informatizados e integrados, que permitem manter um controle efetivo de tudo o que é coletado e armazenado.

4 – Segurança dos pacientes

Sendo um dos componentes primordiais no que tange os serviços de saúde, promover ações que minimizem os riscos durante o cuidado do paciente que podem ser facilitados com a ajuda da tecnologia.

Por exemplo, nas identificações de pacientes e visitantes, medicamentos e materiais de saúde.

Com etiquetas de qualidade e tudo devidamente monitorado, o hospital se assegura que o paciente correto receberá os cuidados e medicamentos adequados, sem que haja confusão e erros.

5 – Redução de custos

O custo de comprar, manter e gerenciar toda a cadeia de impressões pode ser altíssimo, ainda mais em empresas que tem uma necessidade gráfica alta.

Manter um parque de impressões demanda uma equipe de profissionais treinados, maquinários específicos, softwares confiáveis e um espaço físico específico.

Para hospitais e clínicas, isso pode se tornar uma dor de cabeça ainda maior já que é preciso se atentar ao nível de ruído emitido nessas instalações para se manter dentro da regulamentação e não prejudicar a recuperação de pacientes e o trabalho das equipes.

Além disso, os gastos de desperdícios de materiais com impressões falhas, erros técnicos, falta de controle e uso indevido nem sempre são contabilizados.

Demandas como essas gastam não apenas recursos financeiros, mas também de pessoal, que precisará resolver rapidamente os problemas para que não ocorram pausas de outras equipes por problemas de impressão.

6 – Foco nas atividades de valor

Os gestores sabem que quem trabalha na área operacional e na linha de frente dos hospitais, como é o caso de enfermeiros, médicos e técnicos, possuem uma demanda muito grande de tarefas importantes que não podem ser deixadas de lado.

Ao levar qualidade para os processos de impressão e automatizá-los, o tempo e atenção dos profissionais é liberado para cuidar do que realmente importa: a saúde dos pacientes.

O trabalho administrativo também ganha aumento de produtividade ao não precisar se preocupar com a manutenção de máquinas, compra de suprimentos, controle e erros destas demandas.

7. Personalização e consultoria especializada

A possibilidade de trabalhar com uma fábrica possibilita o desenvolvimento e a inovação de produtos de forma exclusiva, atendo especialmente a equipe médica. Este é um dos principais diferenciais de uma fábrica que possui equipe especializada em pesquisa e desenvolvimento de produto, podendo desenvolver algo específico para atender determinada necessidade.

Conheça a TR Service

O outsourcing é reconhecido pelo mercado como uma das formas de diminuir custos e aumentar a produtividade e lucratividade das empresas.

Ter um parceiro que compreende as demandas técnicas do negócio, portanto, é essencial para facilitar a rotina dos colaboradores enquanto gera resultados preciosos.

A TR Service tem ampla experiência em fornecer soluções para as demandas específicas que o ambiente hospitalar requer, sempre atenta à todas as normas regulamentadoras do setor.

Entre em contato conosco para falar com um de nossos especialistas.

Compartilhe esse post!