Como o DANFE Simplificado pode aumentar a produtividade dos colaboradores no e-commerce?

danfe simplificado e produtividade no ecommerce

Como o DANFE Simplificado pode aumentar a produtividade dos colaboradores no e-commerce?

Impulsionado pela transformação digital, as compras online seguem em crescimento acelerado no Brasil. Segundo a Câmara Brasileira da Economia Digital, dezembro de 2020 registrou uma alta de 53,83% em relação ao mesmo período do ano anterior. Nesse contexto, a produtividade no e-commerce se tornou um diferencial ainda mais importante.

Hoje, quem não se torna competitivo acaba perdendo espaço em um mercado tão acirrado. Ainda assim, algumas tarefas não recebem a atenção que merecem — a emissão do DANFE, por exemplo, é muitas vezes deixada em segundo plano apesar de ter grande influência sobre os resultados do negócio.

Pensando nisso, criamos este artigo para mostrar como seu e-commerce pode reestruturar esse processo de maneira estratégica a fim de aumentar a produtividade de todos. Confira!

Por que a emissão da DANFE tradicional prejudica a produtividade no e-commerce?

Quem comercializa produtos em uma loja virtual certamente conhece o DANFE – documento obrigatório para despachar produtos comprados pela internet. Contudo, nem todos entendem o quão negativo pode ser o impacto do processo de emissão para a produtividade dos colaboradores.

Fora o preenchimento do documento, o processo envolve o manuseio do papel, que deve ser dobrado, colocado no envelope canguru, além de inserido nas respectivas caixas que serão enviadas. Na prática, é um trabalho repetitivo que consome tempo e recursos da empresa.

Quanto mais pedidos são realizados, maior a quantidade de emissões DANFE a se fazer. Não à toa, alguns e-commerces contratam pessoas para lidar exclusivamente com essas tarefas.

Contudo, em tempos de transformação digital e avanços acelerados da tecnologia, atividades muito manuais se tornam um empecilho para o crescimento da loja. Os impactos, como detalhamos abaixo, são muitos.

Como esse processo afeta seu negócio?

Tempo de entrega

Com uma fila enorme de pedidos a serem encaminhados, o DANFE tradicional pode gerar um gargalo nos processos. Afinal, quanto mais trabalhoso for o processo de emissão mais tempo a empresa demorará para despachar os pedidos.

Como consequência, o tempo de entrega é afetado e a própria imagem da loja virtual pode ser comprometida, já que o cliente nem sempre entende a demora para envio de uma mercadoria.

Falhas humanas

Toda atividade repetitiva realizada pelos colaboradores traz consigo um risco maior de falhas humanas — e nesse caso não é diferente. Tanto o preenchimento do DANFE, quanto a colagem do envelope na respectiva caixa podem ocasionar erros.

Isso significa um risco maior de caixas trocadas ou produtos enviados para o endereço incorreto, por exemplo.

Custo operacional

O gasto gerado pela emissão repetitiva do DANFE tende a ser o fator mais sentido pela empresa. Além dos custos ligados ao maior uso de insumos (plástico e papel), é preciso alocar funcionários nessa atividade, enquanto a automatização permitiria direcioná-los para áreas estratégicas, como o atendimento ao cliente.

Como o surgimento do DANFE Simplificado pode mudar esse cenário?

De fato, os impactos citados até aqui afetam o próprio valor do serviço oferecido, podendo prejudicar até a imagem que o consumidor tem da sua empresa. Por isso, não estamos falando apenas de agilizar um processo, mas de preservar a reputação da marca

A boa notícia é que existe uma solução para esse problema: o DANFE Simplificado. Trata-se de uma variação que foi criada em agosto de 2020 com o objetivo de atender justamente essa demanda do comércio eletrônico, conforme consta na Nota Técnica 2020.004.

Essa nova versão é mais compacta, já que armazena os dados necessários em um código de barras, assim como traz uma chave de acesso para a NF-e no canto superior direito.

O DANFE Simplificado também pode ser impresso em qualquer tipo de papel, devendo apenas respeitar uma largura mínima de 55 milímetros e conter as seguintes informações:

  • os dados do destinatário;
  • os dados do emitente;
  • o protocolo de autorização;
  • o valor da nota.

Mas como esse novo documento otimiza o processo de emissão e identificação?

Além da facilidade de preencher, ele pode ser impresso diretamente em etiquetas. Assim, sua empresa não precisará utilizar mais plásticos — basta colar o DANFE diretamente na caixa ou embalagem. O resultado é um trabalho mais ágil, fácil e seguro, visto que o risco de falhas humanas é reduzido.

Nesse mesmo contexto, a produtividade dos colaboradores que eram alocados nessa atividade também passa a ser maior, o que impacta não só o custo, como o tempo para liberar as mercadorias para entrega.

Como adotar o DANFE Simplificado em seu e-commerce?

A implementação do DANFE Simplificado é rápida, mas exige atenção a dois pontos específicos: a adoção da tecnologia adequada e o preparo da equipe.

No primeiro caso, estamos falando de renovar o parque de impressão, a partir impressoras térmicas para preparar as etiquetas. A equipe, por sua vez, deve ser treinada para operar o novo sistema.

De toda forma, é preciso levar em conta que essa adaptação exige algum investimento. Por isso, se você desejar otimizar os processos de implementação e treinamento, vale a pena procurar um serviço de outsourcing.

A TR Service, por exemplo, fornece soluções de impressão térmica com tecnologia de ponta e processos ágeis. São mais de 30 anos de experiência em otimização logística com o suporte de soluções inovadoras e de qualidade — especialmente no caso do varejo digital.

Conheça melhor o outsourcing de impressão térmica e os demais produtos da TR Service. Em pouco tempo, você terá o DANFE Simplificado trabalhando a seu favor e, com isso, melhorará ainda mais a produtividade no e-commerce!

Se quer entender como essa tecnologia pode ser implementada na sua empresa, entre em contato e fale com quem é especialista no assunto!

 

Compartilhe esse post!