O que é logística de suprimento e como pode ajudar sua empresa?

O que é logística de suprimento e como pode ajudar sua empresa?

A logística de suprimentos faz parte da cadeia de abastecimento da empresa (Supply Chain Management) e envolve diversos agentes — transportadoras, fornecedores e clientes. Também abrange vários processos, desde o recebimento e movimentação das mercadorias e insumos adquiridos para a produção e comercialização, armazenagem, picking, packing até o seu despacho para o destino final.

Qualquer erro ou gargalo pode significar atrasos entre processos, paradas nas linhas de produção, escassez de bens para venda e custos exagerados com aquisições emergenciais.

Por isso, é de suma importância manter cada fase bem estruturada, prever e combater imprevistos e incentivar a melhoria contínua dos agentes responsáveis pelas etapas e seus resultados. Veja a seguir, como essa melhoria da logística de suprimentos pode aumentar a eficiência da empresa e como conquistá-la com ações bem simples.

Quais as vantagens de uma logística de suprimentos bem estruturada?

A eficácia na logística de suprimentos viabiliza a redução de custos a partir de vários aspectos, por exemplo, por meio de um relacionamento mais próximo com fornecedores, que permite negociar preços mais vantajosos, prazos e formas de pagamento diferenciados.

Com a reestruturação de processos a empresa também pode planejar melhor as quantidades e otimizar o uso de recursos, evitando prejuízos que acontecem, inclusive, com o armazenamento inadequado dos bens. Consequentemente, o planejamento adequado aumenta a eficiência de toda a cadeia: a integração melhora o fluxo de informações e privilegia a tomada de decisão.

Falhas na logística de suprimentos podem significar perdas de mercadorias de alta perecibilidade ou valor, quebras e inventários com apuração errada — o que gera incoerências entre o estoque físico e o estoque contabilizado (o vendedor pode pensar que tem um produto para venda que não está mais disponível, por exemplo).

A gestão de estoques sempre será um ponto crítico no controle logístico e sua eficácia pode ser aumentada com uma estrutura enxuta (lean): quanto menor o volume necessário para o gerenciamento, mais fácil será a apuração e menor será o custo de manutenção.

O just in time é uma metodologia que permite manter esse volume de estoque mais baixo, já que consiste em adquirir somente materiais e insumos quando há demanda de produção ou entrega.

Logo, estoques enxutos são mais fáceis de controlar, menos onerosos financeiramente, geram menos risco de perdas, extravios e não comprometem a produtividade.

Como garantir eficiência na logística de suprimentos?

Algumas ações simples podem melhorar a gestão da cadeia de suprimentos e garantir que todos os processos logísticos sejam otimizados. Para começar, mapeie todas as atividades e workflows relacionados à compra, à produção e ao despacho de mercadorias, a fim de identificar possíveis gargalos que devem ser combatidos e pontos fortes que devem ser potencializados. Em seguida, efetive as diligências abaixo.

Selecione fornecedores confiáveis

Fornecedores confiáveis são grandes aliados para objetivar uma infraestrutura enxuta. Isso porque ajudam a empresa a adequar o fluxo de entrada de bens às suas necessidades, ou seja, controlar melhor sua logística de suprimentos.

Quando o fornecedor é confiável, o gestor pode protelar a aquisição de insumos e viabilizar métodos como o just in time, pois saberá que a agilidade do fornecimento e o preço cobrado não serão comprometidos com pedidos emergenciais.

Mas, esse nível de comprometimento requer uma relação bem próxima e a escolha de parceiros com experiência e capacidade técnica para lidar com esse tipo de demanda.

Planeje o abastecimento

O planejamento é essencial em qualquer gestão. Por meio de dados é possível visualizar melhor as demandas da empresa, identificar períodos em que as vendas de determinados produtos ou a necessidade de insumos específicos para uma produção é maior e adquirir somente o que será utilizado.

Dessa forma, a empresa reduz a sua capacidade de armazenamento, desonera os custos de manutenção e melhora o controle sobre o que entra e sai de seu armazém, podendo entregar aos seus clientes o produto adequado as suas necessidades de consumo, no prazo combinado e sem comprometer a qualidade esperada.

Simplifique processos

A simplificação de processos está relacionada à desburocratização de todas as fases da gestão da cadeia de suprimentos. Com ela a empresa reduz a complexidades das operações de aquisição e controle de bens, alocação da produção no armazém e despacho das mercadorias.

Geralmente, os gestores encontram dificuldade em simplificar processos que envolvem muitas variáveis ou são dependentes das decisões de muitos agentes.

Primeiramente é preciso mapear esses processos. Depois, integrar as informações por meio de sistemas de gestão: o mesmo software deve realizar vendas, fazer o controle de comissões e de estoque, por exemplo.

A padronização de ações e a definição de políticas de controle também são importantes para garantir a desburocratização: todo workflow precisa ser documentado para que os agentes nos processos tenham autonomia para a tomada de decisão, sem prejudicar os resultados e a produtividade geral.

A terceirização também é uma boa opção para a simplificação de processos. Com ela, a responsabilidade sobre algumas atividades é transferida para empresas especializadas, que com profissionais qualificados e de grande expertise no mercado atuam de forma eficaz para que a empresa apenas controle os resultados e os níveis de SLA (Service Level Agreement) exigidos pela relação.

Promova a qualificação profissional

Incentivar a qualificação profissional dos membros da equipe é a melhor forma de garantir produtividade e eficiência. Promova treinamentos, cursos e workshops, propague a importância da integração entre os agentes da cadeia de suprimentos e a responsabilidade de cada um sobre os resultados positivos.

Estabeleça métricas para acompanhar resultados

Por último, é preciso estabelecer métricas para acompanhar os resultados. Elas devem seguir o método SMART (Specific, Menssurable, Achievable, Realistc e Time-based), ou seja, serem específicas, mensuráveis, realizáveis, realistas e temporizáveis.

Com esses KPIs (Key Performance Indicator) a empresa pode acompanhar o desempenho dos profissionais e as mudanças implementadas, em âmbito gerencial e operacional.

Invista em tecnologia

A tecnologia é primordial para viabilizar todas essas mudanças. Com um sistema de gestão integrado é possível melhorar o fluxo de comunicação entre todos os setores, gerar dados mais precisos para aumentar a eficácia das decisões gerenciais, garantir controle sobre os processos e acompanhar os resultados.

Além disso, com a tecnologia é possível automatizar tarefas reduzindo, assim, rotinas manuais que além de demoradas são onerosas a suscetíveis a erros. Isso aumenta a produtividade de toda a cadeia e viabiliza a implementação de estratégias mais efetivas, pois os gestores podem se dedicar melhor ao core business da empresa.

A TR Service oferece soluções de identificação e rastreabilidade — Inkjet, rotulagem GHS, Outsourcing de Impressão e de Coletores de Dados e está apta a atuar como parceira da sua empresa para viabilizar a simplificação de processos e outros benefícios para a sua logística de suprimentos.

Entre em contato conosco e conheça nossas soluções!

Compartilhe esse post!